Mediação Escolar

A Mediação Escolar é um suporte ao desenvolvimento cognitivo, oferecido a crianças e adolescentes com dificuldade de aprendizagem ou baixo rendimento acadêmico. Isto é, visa auxiliar o aluno a compreender adequadamente os conteúdos abordados em sala de aula. O mediador acompanha a leitura dos livros, ensinando técnicas que facilitam o entendimento e fixação de conteúdos, como por exemplo as técnicas de representação visual e de extração de idéias principais. É solicitada a atenção do aluno aos pedidos feitos pelo professor em enunciados de exercícios, visando o entendimento correto do objetivo daquele dever. A elaboração das respostas é feita oralmente, para que o mediador conheça as interpretações iniciais do aluno. Quando necessário, estimula-se a reflexão de novas relações entre o que foi pedido e o que foi falado pelo aluno. Esse incentivo a produção de idéias complementares é o que torna a compreensão mais adequada. Ainda, o mediador fica constantemente atento aos lapsos de cálculo, erros ortográficos e dificuldades de raciocínio apresentadas durante a realização das atividades. A análise desses comportamentos permite que seja feita uma associação com possíveis causas geradoras dos erros. O mediador auxilia também na organização do horário de estudos domiciliares das diversas matérias, buscando motivar o aluno a estudar com frequência, responsabilidade e se preparar para realização de boas provas. É selecionada uma matéria de interesse, e após a realização de provas o mediador analisa cada resposta dada pelo aluno, buscando um feedback do trabalho realizado em domicílio. Observa-se se o aluno foi capaz de redigir respostas coerentes, de acordo com o conteúdo estudado, se conseguiu trazer da memória as informações principais e também observa-se a frequência e o tipo de erros cometidos durante o teste.

Esse acompanhamento tem reflexos profundos no desempenho global do estudante, atingindo esferas extra- muros da escola, como a melhora da auto-estima e auto-controle. Visa mais que só melhorar as notas e seu resultado se revela quando o aluno se torna mais interessado, envolvido e confiante para lidar com as demandas escolares.

A neuropsicologia baseia o trabalho de estimulação cognitiva nas Teorias do Processamento Cognitivo e nas Teorias da Aprendizagem, abordando tecnicamente as dificuldades de aprendizagem. Quando aplicada ao contexto da mediação escolar, possibilita que o aluno aprenda com mais qualidade através de uma estimulação atenta a questões cognitivas, sociais e emocionais.

© CORTEX 2017
Todos os direitos reservados

Av. das Américas 19005, Torre 1, Sala 321Absolutto Towers, Recreio dos Bandeirantes, RJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *